RSS

Demorado outono

30 ago

Em um tempo em que até  palavras, viraram folhas secas, neste que parece um longo outono  quanto mais luto por admirar um pouco ainda das folhas verdes e frutos mais nos apresentam troncos mirrados, um esqueleto frágil de árvores já esquecidas, onde jaziam amplas sombras para  o descanso agora nada, descansar para que? parar, pensar, porque?

Um interminável outono em que nada nasce, mas também não parece que vá morrer , o vento continua a soprar, mas nada parece se mover a não ser as folhas mortas, parece que tem algo fora do lugar e esse algo sou eu. Sinto falta de correr por um caminho, pelo qual conhecia e por conhecer, acreditava, pelo qual eu daria o meu melhor, escrevendo através de suas palavras  minha história, sinto falta do “bastante” por mais que hoje em dia o bastante nunca seja o bastante. Quero, criar exatamente aquilo para o qual fui criado, mesmo que somente eu o saiba.


Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em agosto 30, 2010 em Sem categoria

 

2 Respostas para “Demorado outono

  1. Antonio Marcos

    outubro 20, 2010 at 12:13 am

    Gostei muito do blog.
    Deus abençõe.

     
  2. Marclo

    novembro 3, 2010 at 11:19 pm

    Paz de Cristo Eduardo! Descobri seu blog através da comunidade do CS Lewis no orkut. Gostaria de deixar registrado aqui meus parabens e meu apoio. Grande abraço, que Deus te cada vez mais unção e sabedoria.

    Em Cristo,
    Marcelo
    http://www.novosreformadores.blogspot.com

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: